Microcimento BR

Produzido em laboratório o microcimento BR, seu apelo conceitual e atemporal, rústico e ao mesmo tempo sofisticado, este revestimento monolítico tem movimento, com manchas, marcas e nuances, e confere elevada estética e personalidade ao projeto.
O Microcimento BR é um sistema de microcapa em cimento modificado, espatulado e aplicado em baixa espessura e pouco peso estrutural. Sua formulação elimina o risco de microfissuras típicas do cimento queimado, pois sua formulação é bem elaborada. Este produto, pode ser aplicado em pisos ou paredes, áreas internas ou externas, secas ou molhadas, de acordo com a exigência de cada ambiente.
Composição química com alta tecnologia, variedade de cores, disponibilidade de acabamentos para cada condição de uso, garantia de durabilidade e resistência, somados aos nossos constantes programas de capacitação e reciclagem de equipes operacionais, fazem do MICROCIMento BR®, o mais completo sistema microcimento do mercado nacional.

Características comuns dos revestimentos monolíticos:
- Executáveis sobre bases de concreto, cerâmica, madeira (tipo mdf) e metal;
- Baixa espessura e peso (não interferem na estrutura);
- Boa resistência abrasiva e boa resistência a intempéries;
- Rápida execução;
- Aspecto monolítico (sem juntas);
- Fácil conservação e limpeza;
- Inúmeras possibilidades de cores e texturas.
- Lisos ou antiderrapantes;
- Impermeáveis a quedas de líquidos pontuais.



Cuidados com o contra piso

A execução do contra piso e sua regularização são de grande importância para obter-se uma boa aplicação do microcimento, pois todas as suas imperfeições serão espelhadas para o microcimento. Portanto, devemos ter os seguintes cuidados:

 • Na regularização do contra-piso;
 • Usar um traço de 1:3 (cimento/areia), com adição de água na proporção de 20 L para cada saco de cimento, dando um aspecto “farofento” a massa;
 • Aguardar uma cura úmida de no mínimo 7 a 10 dias;

Em regularizações já executadas

O primeiro passo é a verificação de trincas ou mesmo de partes soltas e ocas (podendo ser feito, por percussão, com a ajuda de um cabo de vassoura).
Em caso de trincas existe a possibilidade desta trinca ser transferida para o microcimento, já nos casos de partes soltas ou ocas poderá haver a necessidade da remoção completa da regularização.
A seguir, deverá ser feita uma conferência e acerto caso se faça necessário, na regularidade do contra-piso para evitar o consumo excessivo de microcimento e a dificuldade no nivelamento das juntas de dilatação.

Preparação do contra piso

Estando tudo de acordo, raspar e limpar os detritos existentes, deixando o contra piso isento de partículas soltas. Manchas originadas de produtos selantes tais como tintas, vernizes, ceras e produtos gordurosos deverão ser totalmente removidos, pois comprometem seriamente a ancoragem do microcimento.
Não molhe ou lave o piso, pois o contra-piso deverá estar totalmente seco ao iniciar o processo de aplicação.
A aplicação com o contra-piso úmido ou recém executado poderá comprometer o resultado final do microcimento através do aparecimento de manchas, fissuras e até mesmo na diminuição de sua resistência.

Preparação e aplicação do microcimento

1. Obter uma vasilha grande, de preferência plástica, para mistura da massa conforme indicação a seguir;
2. Para cada saco de 25 kg de mistura para microcimento Brasil Imperial, adicione 6,25 L de água colocando dentro da vasilha metade do saco de mistura, acrescente toda a água, misture a massa muito bem e vá adicionando o resto (1/2 saco) do pó aos poucos até conseguir uma massa de consistência pastosa e homogênea;
3. Com uma colher de pedreiro, espalhe a massa preparada anteriormente sobre o contra-piso seco e utilizando uma desempenadeira e régua de alumínio (apoiada sobre as juntas de dilatação) regularize a massa;
4. As bolhas que se formarem deverão ser estouradas e a massa novamente alisada;
5. Deixe a massa “puxar” por um tempo (de 25 a 50 minutos) em seguida nivele e alise com uma desempenadeira de aço, sempre limpa;
6. Após 3 dias (4 a 5 nos dias mais frios) use a lixa d´água 180 a 220 para dar um acabamento em todo o piso ou para tirar marcas de desempenadeira e descobrir juntas de dilatação, mas não demore muito para iniciar esta etapa, pois cada dia que passar o piso ficará cada vez mais duro de lixar.
Atenção: O uso da lixa serve apenas para dar um retoque no acabamento final e não para corrigir problemas ocorridos na aplicação ou eliminar grandes excessos de massa.

Impermeabilização do piso

Limpe vigorosamente toda a superfície a ser impermeabilizada e certifique-se que o piso esteja completamente seco para iniciar sua impermeabilização. Utilizando um MOP (rodo com uma luva) rolo de lã de carneiro curto, aplique 3 demãos de fundo de resina acrílica concreto surface em intervalos de 8 horas.

É aconselhável também a aplicação de cera acrília Trensetter (ceras comuns são à base de silicone, não sendo tão eficientes para pisos resinados).

Manutenção

Utilize um detergente neutro para sua limpeza diária, em casos mais difíceis utilize nosso CLEAN BY PEROX, desenvolvido para a limpeza do piso sem agredir a resina protetora. Para uma proteção maior do seu piso aplique cera acrílica Trendsetter em intervalos de 30 a 50 dias (dependendo do tráfego).

Dicas de aplicação

 • Cuidado com as passadas em excesso da desempenadeira de aço, principalmente as novas, pois poderão provocar manchas escuras no piso;
 • Procure não deixar massa em cima das juntas de dilatação;
 • Preferencialmente evitar a aplicação do microcimento sob sol forte;
 • Nunca deixe um quadro incompleto, no caso de falta da massa para completar, retire toda massa deixando o quadro totalmente vazio;
 • Não cubra o piso antes de ele estar impermeabilizado, nunca use jornal ou papelão para este fim;
 • Evite a aplicação quando a obra estiver numa fase de muito pó. De preferência ao final da obra, pois o microcimento é extremamente poroso e até a sua impermeabilização (o processo dura uma semana) ele estará sujeito a absorver toda a sujeira da obra, prejudicando seriamente seu aspecto final. Portanto faz-se também necessário o isolamento da área no seu período de secagem;
 • Nunca deixe secar restos de massa sobre o ladrilho, madeira, entre outros. Limpe sempre durante a aplicação;
 • Portas e janelas de vidro deverão ser empapeladas nos dias de calor intenso, evitando que o sol incida direto no piso.